Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 28/11/2013 15:25

BNDES lança edital que prevê investimentos de R$ 14 milhões em 16 produções nacionais

Serão selecionados projetos de ficção, documentário, animação ou projetos de finalização de qualquer gênero

Preview
Ampliar
da esq para a dir: Luciane Gorgulho, Julio Ramundo e Roberto Farias

O BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social lançou nesta quarta-feira, 27 de novembro, o Edital para Seleção de Projetos Cinematográficos 2013. Um valor total de R$ 14 milhões será destinado a 16 projetos nacionais de longa-metragem, sendo 6 ficções, 6 documentários, 2 animações e 2 projetos de finalização, em qualquer uma das linguagens. O documento foi divulgado em uma entrevista coletiva na sede do banco, no Rio, com a presença do diretor da área Industrial, de Mercado de Capitais e Capital Empreendedor do BNDES, Julio Ramundo; da chefe do Departamento de Cultura, Entretenimento e Turismo do BNDES, Luciane Gorgulho; e do presidente da Academia Brasileira de Cinema, Roberto Farias.

 

De acordo com o edital, a categoria de ficção foi dividida em dois grupos. No Grupo I, serão selecionados dois projetos com alto potencial de bilheteria. Cada um será contemplado com patrocínio no valor de R$ 1,5 milhão. Já no Grupo II o critério de seleção será o caráter artístico. Serão escolhidos quatro projetos com chances de carreira internacional no circuito de festivais de cinema, que farão jus a um aporte de R$ 1 milhão, cada. Na categoria Documentário, a Comissão Examinadora selecionará o maior número de projetos. Serão seis os vencedores, que receberão R$ 500 mil, cada um. Finalizando, a categoria Animação premiará dois projetos com R$ 1,5 milhão e na categoria Finalização, o apoio do BNDES será de R$ 500 mil para cada um dos dois projetos escolhidos. As inscrições ficarão abertas até o dia 31 de janeiro de 2014 e os interessados devem indicar, no momento da inscrição, em qual categoria pretendem concorrer. Cada produtora pode apresentar até três propostas.

 

O material recebido será avaliado por duas subcomissões: a de análise preliminar, formada por cinco técnicos do BNDES, ficará responsável por verificar a documentação e habilitação dos projetos;  e a de análise técnica, composta por três servidores do BNDES, um representante da ANCINE e cinco especialistas do setor audiovisual, fará o julgamento sob critérios técnicos. A expectativa é que o resultado final do edital seja divulgado ainda no primeiro semestre do ano que vem.

 

O diretor Julio Ramundo aproveitou o lançamento para reforçar o protagonismo do BNDES no apoio ao cinema brasileiro. Desde a primeira edição do edital, lançada em 1995, já foram apoiadas 384 produções nacionais, com um valor total de R$ 159 milhões em investimento, mas, segundo ele, a participação do banco no fomento à atividade audiovisual não se resume aos seus editais de cinema. "Nós evoluímos de um instrumento puro de patrocínio para a criação de uma linha de financiamento pioneira que utiliza vários mecanismos tradicionais do BNDES, como financiamento e participação societária e recentemente passamos a ser um dos agentes financeiros do Fundo Setorial do Audiovisual. Utilizamos todo o instrumental financeiro que o BNDES tem para todos os setores da economia, então temos desde as leis de incentivo até instrumentos de crédito, com que apoiamos todas as etapas da cadeia do audiovisual: pré-produção, produção, distribuição e exibição. Toda a cadeia do audiovisual tem a possibilidade de receber apoio do banco, inclusive com o Cartão BNDES", explicou Ramundo.

 

Para mais detalhes, consulte a íntegra do Edital Cinema 2013 e os formulários de inscrição no site do BNDES.

 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cidadania - Governo Federal