Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 07/03/2018 11:46

BNDES aprova pela primeira vez apoio financeiro à distribuidora audiovisual

Operação, no valor de R$ 10 milhões, permitirá à Elo Company, de São Paulo, distribuir, anualmente, três filmes para o grande público nas salas de cinema

Preview
Ampliar

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a concessão de apoio financeiro de R$ 10 milhões para o plano de negócios da Elo Company, de São Paulo. É a primeira vez que uma distribuidora de conteúdo recebe o apoio do BNDES, tradicional apoiador de outros elos da cadeia produtiva do audiovisual, da produção à exibição.

 

Os recursos (R$ 5 milhões em financiamento e outros R$ 5 milhões em recursos incentivados no âmbito da Lei do Audiovisual) representam 42,9% do total a ser investido no plano de negócios da empresa, cuja meta é distribuir, anualmente, três filmes destinados ao grande público nas salas de cinema, além do licenciamento para televisão e plataformas de vídeo on demand (VOD).

 

O plano de negócios prevê ainda a coprodução de mais de seis obras audiovisuais, com potencial para exportação, incluindo longas-metragens de ficção, documentários e séries de televisão e de animação.

 

Também fazem parte do projeto investimentos corporativos e a aquisição de equipamentos e softwares, como ilhas de edição compatíveis com ultra-alta definição (4K), monitores de áudio e vídeo profissionais, servidores, softwares de edição para tratamento de cor, composição, design visual, efeitos visuais e animação, entre outros.

 

Além do fortalecimento de sua atuação no estratégico segmento de distribuição de filmes, de grande potencial comercial no cinema e nas outras mídias, a empresa passará a atuar de forma similar aos seus pares internacionais. Isso porque, aplicará o conhecimento da demanda e de sua rede de contatos no desenvolvimento e produção de projetos de animação, não ficção e ficção.

 

A Elo estima que ampliará seus quadros de 9 para 17 colaboradores. Já o número de empregos indiretos deverá subir de 19 para 27 — sem contar a contratação de profissionais extras para a produção e lançamento de cada título, que, pelos cálculos da empresa, deverá superar mais de 15 mil postos de trabalho, diretos e indiretos, durante a execução do plano de negócios.

 

Fundada em 2015, a Elo Company é distribuidora de mais de 200 filmes no Brasil e no Mundo. A empresa foi responsável pela distribuição do longa de animação “O Menino e o Mundo”, indicado ao Oscar 2016 e licenciado para mais de 100 países, além de títulos como “Espaço Além – Marina Abramovic e o Brasil”, primeiro filme latino-americano a receber o selo Vimeo Originals e “SOS Mulheres ao Mar 2”, cuja bilheteria ultrapassou 1.5 milhão de ingressos vendidos.

 

* com informações do BNDES

 

Formulário de busca

 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cultura - Governo Federal