Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 06/04/2018 16:51

ANCINE marca presença na Rio2C - Rio Creative Conference

Diretor-presidente da ANCINE, Christian de Castro, apresentou diretrizes, princípios e desafios de sua gestão

Preview
Ampliar
Diretor-presidente, Christian de Castro, durante a palestra "ANCINE em transformação"
A ANCINE marcou presença na primeira edição do Rio 2C – Rio Creative Conference, uma nova versão do já tradicional RioContentMarket, que ampliou sua atuação e a partir desse ano passou a incluir a música e a inovação como conteúdo do evento e a abrir espaço para atividades voltadas também ao público em geral, para além do mercado e dos negócios. O evento aconteceu entre os dias 3 e 8 de abril, na Cidade das Artes.
 
No segundo dia do evento, o diretor-presidente da ANCINE, Christian de Castro, fez um resumo das principais mudanças que estão em curso na Agência. Na palestra "ANCINE em transformação", Christian expôs as diretrizes de sua gestão: desburocratização, gestão participativa, eficiência, eficácia, transparência e diálogo; e os princípios que a norteiam. “Pluralismo e diversidade são um dos princípios que tem sido a base para a elaboração de uma política pública mais inclusiva. Com a participação da Comissão de Diversidade da ANCINE em estudos e análises de benchmarks internacionais, já conseguimos inserir cotas para mulheres (35% ) e negros (10%) nos novos editais do FSA”, explicou ele, que citou ainda a liberdade de expressão e a regionalização da produção audiovisual como princípios básicos de sua administração.
 
O diretor-presidente falou ainda dos desafios que a Agência terá pela frente, como a regulação do serviço de vídeo sob demanda, a revisão e simplificação das instruções normativas e a inclusão de games no ecossistema do audiovisual. “Precisamos também estimular a entrada dos investidores privados se quisermos crescer. Para isso é necessário que haja segurança jurídica e previsibilidade nos processos”, complementou.
 
A palestra se encerrou com as falas de João Daniel Tikhomiroff, presidente do Sindicato da Indústria do Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp); Leonardo Edde, presidente do Sindicado da Indústria Audiovisual (SICAV); Mauro Garcia, presidente da BRAVI e Paulo Roberto Schmidt, representando a APRO (Associação Brasileira das Empresas Produtoras de Obras Audiovisuais Publicitárias), que compunham a mesa.
 
 
 
A ANCINE participou ainda de dois encontros promovidos pela Sicav/ Firjan. Na terça-feira, 3 de abril, João Pinho, assessor do diretor-presidente Christian de Castro, apresentou as novas regras do Fundo Setorial do Audiovisual aos presentes. Ao fim da apresentação, o diretor-presidente falou sobre a importância do diálogo e do trabalho em parceria com o mercado para alcançar melhores resultados para o setor. Christian destacou ainda a atuação do Conselho Superior do Cinema e do Comitê Gestor do FSA na elaboração da política pública do audiovisual.
 
Na quinta (5), foi a vez de Rodrigo Camargo, assessor do diretor-presidente Christian de Castro, e Fabiana Trindade, coordenadora de articulação institucional para ações de fomento da ANCINE, conversarem com o público sobre a política de nacionalização da produção audiovisual brasileira. Eles esclareceram questões relativas às cotas regionais presentes nos editais do FSA e anteciparam algumas novidades que farão parte do regulamento da próxima Chamada Pública de Arranjos Regionais, como a destinação de recursos para além da produção. “Mas como se trata de investimento, é preciso que a proposta tenha previsão de receita”, ponderou Fabiana.  Rodrigo Camargo acrescentou que as cotas têm sido um importante indutor para fomentar a indústria.  “O desafio agora é pensar ações mais efetivas para a ampliar a regionalização da produção audiovisual”, disse ele. A possibilidade de coproduções nacionais acessarem o Fundo foi outro tema levantado no encontro com os produtores. “Essa é uma grande demanda do setor. As coproduções nacionais fortalecem as empresas brasileiras que estão fora do eixo Rio-São Paulo”, argumentou Vânia Lima, primeira secretária da Conexão Audiovisual Norte, Nordeste e Centro-Oeste (CONNE), entidade que reúne produtores de audiovisual, realizadores, gestores e representantes de instituições públicas e privadas de 20 unidades federativas das três regiões. A região Sul e os estados de Minas Gerais e Espirito Santo também estiveram representados, com a presença de Rodrigo Martins - Presidente do Sindicato da Indústria Audiovisual do PR - SIAPAR (Coordenador do FAMES). 
 
 
Na sexta-feira, a ANCINE esteve presente em três mesas no estilo perguntas e respostas. No ambiente “BE Brasil”, a primeira mesa da Agência tratou de questões relativas à coprodução internacional, com o assessor internacional Gustavo Rolla, e a assessora substituta, Letícia Godinho. Em seguida, Rodrigo Camargo, assessor do diretor-presidente Christian de Castro, e Vinícius Clay, superintendente de desenvolvimento econômico,  apresentaram o novo regramento para acessar recursos do Fundo Setorial do Audiovisual e tiraram dúvidas dos participantes. E a sessão de perguntas e respostas se encerrou com a participação de Marcial Campos, superintendente de fomento, e Luis Mauricio Bortoloti, coordenador da área, que detalharam as etapas de uma prestação de contas.

Veja a apresentação sobre coprodução

Veja a apresentação sobre prestação de contas. 

 

 

  1. Galeria
  2. O assessor João Pinho e o diretor-presidente Christian de Castro apresentam as novas regras do FSA

    Galeria
  3. Rodrigo Camargo e Fabiana Trindade falam sobre política de nacionalização da produção audiovisual brasileira

    Galeria
  4. Rodrigo Camargo e Fabiana Trindade falam sobre política de nacionalização da produção audiovisual brasileira

    Galeria
  5. Christian de Castro e Debora Ivanov participam do lançamento do selo ELAS, da distribuidora ELO COMPANY

    Galeria
  6. Diretores participam do lançamento do selo ELAS, cujo objetivo é fomentar produções audiovisuais realizadas por mulheres

    Galeria
  7. Assessor internacional Gustavo Rolla, e a assessora substituta, Letícia Godinho falam sobre coprodução internacional

    Galeria
  8. Assessor internacional Gustavo Rolla, e a assessora substituta, Letícia Godinho falam sobre coprodução internacional

    Galeria
  9. Rodrigo Camargo e Vinícius Clay apresentam o novo regramento para acessar recursos do FSA

    Galeria
  10. Rodrigo Camargo e Vinícius Clay apresentam o novo regramento para acessar recursos do FSA

    Galeria
  11. Marcial Campos e Luis Mauricio Bortoloti detalham as etapas de uma prestação de contas

    Galeria
  12. Marcial Campos e Luis Mauricio Bortoloti detalharam as etapas de uma prestação de contas

    Galeria
  13. Christian de Castro preside reunião com representantes de produtores

    Galeria
 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cultura - Governo Federal