Agência Nacional do Cinema
Campanha de valorização do conteúdo brasileiro
Ícone Fale Conosco Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone You Tube Ícone Google + Ícone RSS    
Tamanho da letra
  • botão de diminuição de letra
  • botão para letra voltar ao tamanho normal
  • botão para aumento de letra
Translate traduzir ImprimirImprimir 03/01/2017 12:12

Conheça os novos projetos para TV e cinema contemplados no Programa Brasil de Todas as Telas

Recursos do Fundo Setorial do Audiovisual serão destinados à produção de seis séries, três telefilmes e dois longas-metragens

Preview
Ampliar

A ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram uma nova lista com 11 projetos para cinema e TV, inscritos em chamadas públicas de fluxo contínuo, que serão contemplados com investimentos do Programa Brasil de Todas as Telas. O anúncio inclui dois longas de ficção para as salas de cinema e nove projetos para a TV, sendo seis séries e três telefilmes documentais. O investimento total chega a R$ 17,4 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

 

Na seara da produção para a TV, nove projetos foram selecionados entre os inscritos na Chamada Pública PRODAV 01/2013. Três deles são telefilmes com caráter documental: "Hackers x crackers", de Mauricio de Souza Dias; "Somos o que perdemos", de Heloisa Passos; e "Pessoas", de Marcelo Machado, Lais Bodanski, Viviane Ferreira, João Jardim e Marco del Fiol.

 

Também documentais são as séries:  "Expedição Nordeste", da produtora Tem Dendê Produções (BA); "Outras brasileiras", da ARPA Afro Reggae Produções Artísticas (RJ);  "Sonho americano", da Accorde Filmes (RS); e "Matizes do Brasil", da Giros Projetos Audiovisuais (RJ). Duas séries de ficção completam a lista: a segunda temporada de "A garota da moto", da produtora brasileira independente Radar Cinema e Televisão , e "Z4", produzida pela Fábrica de Ideias Cinemáticas.

 

Pela Chamada Pública PRODECINE 02/2016, na qual distribuidoras apresentam projetos de produção de longas-metragens, dois filmes de ficção com destinação inicial para as salas de exibição receberão recursos: "Jovens polacas", de Alex Levy-Heller, apresentado pela Pipa Produções; e "DAS - Divisão Antisequestro", de Vicente Amorim, apresentado pela Downtown Filmes.

 

Confira abaixo a ficha técnica dos onze projetos selecionados:

 

PRODAV 01/2013

 

"Expedição Nordeste" - série documental
Produtora: Tem Dendê Produções (BA)
Programadora: TV Aratu
Direção: Vânia Alves Smith Lima, Rodrigo de Luna Vieira e Matheus Vianna
Roteiro: Gustavo Erick, Vânia Lima e Everaldo Asevedo
Valor investido pelo FSA:  R$ 1,35 milhão
Sinopse: Expedição Nordeste mergulha nesta região brasileira para registrar a jornada de descobertas de dois jovens exploradores, em uma viagem no melhor estilo "road-movie", evidenciando paisagens, desenvolvimento, culturas e identidades dos territórios pelos quais eles irão cruzar. 

 


"Outras brasileiras" - série documental
Produtora: ARPA Afro Reggae Produções Artísticas (RJ)
Programadora: Globosat Programadora
Direção: Diego Dadalt
Roteiro: Igor O. Coelho
Valor investido pelo FSA: R$ 491 mil
Sinopse: A série vai focar no grande tabu que permanece no campo da ciência e, por tabela, exacerbou a atitude condenatória da sociedade: a transexualidade. A abordagem do tema não se dará com o olhar do estranho – como objetos que devam ser desvendados pelo olhar de especialista ou de um jornalismo que se enquadra numa suposta normalidade. O que assistiremos nesta série, num formato inédito, são histórias de vida de superação na qual as personagens serão as protagonistas da narrativa.

 

 

"Sonho americano" - série documental
Produtora: Accorde Filmes (RS)
Programadora: Travel Box Brazil
Direção e Roteiro: Paulo Nascimento
Valor investido pelo FSA: R$ 1,26 milhão 
Sinopse: O ator Leonardo Machado e o diretor Paulo Nascimento voltam a pôr suas motos novamente na estrada para mostrar ao público brasileiro lugares, particularidades , vistos através dos olhos de brasileiros que um dia partiram para os EUA para viver o “sonho americano” – uma nova vida , em um novo mundo, uma visão própria sobre o lugar que vivem.

 

 

"Hackers x crackers" - telefilme documentário
Produtora: Filmart Produções Artísticas (SP)
Programadora: Play TV
Direção e Roteiro: Mauricio de Souza Dias
Valor investido pelo FSA:  R$ 1,2 milhão
Sinopse: É cada vez mais frequente que informações úteis à sociedade venham à tona pela ação de hackers. Os hackers do bem também usam seu conhecimento para apontar às instituições suas falhas de segurança. Em contrapartida, os chamados “crackers” são sempre associados a atividades negativas na rede, promovendo golpes, obtendo informações em benefício próprio, e prejudicando outras pessoas. Esta guerra do novo milênio – hackers X crackers – será o tema central deste documentário, cujo objetivo é contar como tudo isso começou e, mais importante, para onde caminha.

 

 

"Somos o que perdemos" - telefilme documentário
Produtora: Máquina Filmes (PR)
Programadora: Cinebrasil TV
Direção e Roteiro: Heloisa Passos
Valor investido pelo FSA: R$ 417 mil
Sinopse: Uma avó afastada da neta pela primogênita convertida ao judaísmo aceita o convite da outra filha para realizar o seu maior desejo. Heloisa, a cineasta, propõe a Eneida, a mãe, retomar a relação familiar com Mariana, a neta, rompida há 20 anos. Em uma busca atravessada pela memória afetiva de cada uma destas mulheres, "Somos o que perdemos" procura compreender como este muro foi construído para, através do cinema, rompê-lo e promover o reencontro de Eneida com Mariana.

 

 

"A garota da moto - 2ª temporada" - série de ficção
Produtora: Radar Cinema e Televisão (SP)
Programadora: SBT
Direção: João Daniel Tikhomiroff
Roteiro: David França Mendes
Valor investido pelo FSA: R$ 4,5 milhões 
Sinopse: Em sua segunda temporada, "A Garota da Moto" continua a contar a história de Joana, uma jovem que vive sobre duas rodas o dia a dia fascinante e perigoso das ruas, viadutos e vias expressas de São Paulo. Ela é uma "motogirl", faz parte desse exército de mais de 300 mil pessoas que cruzam a cidade de São Paulo transportando de tudo, todos os dias, o dia inteiro. Um exército que é, como todos eles são, predominantemente masculino. Joana é uma exceção: é mulher, é jovem, é bonita. E acima de tudo, é corajosa.

 


"Z4" - série de ficção
Produtora: Fábrica de Ideias Cinemáticas (SP)
Programadora: SBT
Direção: Alexandre Boury
Roteiro: Newton Cannito
Valor investido pelo FSA: R$ 2,6 milhões 
Sinopse: Z4 retrata a formação de quatro garotos como artistas e o sonho de fazer sucesso. Para isso eles viverão uma intensa rotina de treinamentos: cursos de dança, música, canto e muitos ensaios. Tudo isso orientado e limitado por milhares de regras impostas por Zé. Eles têm um prazo para lançar a banda e, nesse período, vão passar as férias imersos na mansão do Zé.

 

 

"Pessoas" - telefilme documentário
Produtora: Casa Redonda (SP)
Programadora: Canal Curta!
Direção: Marcelo Machado, Lais Bodanski, Viviane Ferreira, João Jardim e Marco del Fiol
Roteiro: Jasmin Pinho
Valor investido pelo FSA: R$ 807 mil 
Sinopse: O Museu da Pessoa acredita que uma história de vida pode mudar o nosso jeito de ver o mundo. Inspirado em 25 anos de existência do Museu, o telefilme documental apresenta uma antologia audiovisual das histórias de vida de brasileiros famosos e anônimos registradas e armazenadas em seu acervo.

 

 

"Matizes do Brasil" - série documental
Produtora: Giros Projetos Audiovisuais (RJ)
Programadora: Canal Curta!
Direção: José Belisario Franca
Roteiro: Bianca Lenti
Valor investido pelo FSA: R$ 789 mil 
Sinopse: A proposta da série Matizes do Brasil é mergulhar no que há por trás das mais importantes pinturas feitas por gênios da nossa arte de todas as décadas, estilos e períodos. Da maestria de pintores clássicos do século XIX às diferentes linguagens utilizadas pelos artistas contemporâneos, as obras serão analisadas sem preconceito ou tendenciosismo, já que todos os nossos mestres foram matizes essenciais para a formação dessa paleta plural, ambígua e sincrética que é o Brasil.

 

 

PRODECINE 02/2016

 

"Jovens polacas" - Longa-metragem de ficção
Produtora: Afinal Filmes (RJ)
Distribuidora: Pipa Produções
Direção e Roteiro: Alex Levy-Heller
Valor investido pelo FSA: R$ 1 milhão
Sinopse: O filme é baseado no livro homônimo, de Esther Largman. Ricardo, um jovem jornalista, realiza uma pesquisa para sua tese de doutorado sobre as ditas “escravas brancas”. Mais conhecidas como “as polacas”, eram jovens mulheres judias, traficadas do leste europeu para a prostituição no Rio de Janeiro. Não importava de onde viessem – eram as polacas, e o termo adquiriu um atrativo erótico considerável na vida boêmia da cidade. Ao ser entrevistada por Ricardo, a Sra. Mira revela com detalhes a vida e rotina de sua mãe, uma “polaca”, e desta maneira faz as pazes com o obscuro passado.

 

 

"DAS - Divisão Antisequestro" - Longa-metragem de ficção
Produtora: ARPA Afro Reggae Produções Artísticas (RJ)
Distribuidora: Downtown Filmes
Direção: Vicente Amorim
Roteiro: Gustavo Bragança e Erik de Castro
Valor investido pelo FSA: R$ 3 milhões
Sinopse: Rio de Janeiro. O crime toma conta da cidade. A polícia se divide em dois grupos: os corruptos ineficientes e os ‘mineradores’, policiais competentes, mas que no momento apenas especializam-se em extorquir grandes traficantes. O Secretário de Segurança, general linha dura, convoca um delegado comunista e honesto para ser seu Chefe de Polícia e colocar ordem na casa.

 

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

 

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. Trata-se de uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais. Foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual - FSA.

 

Em seu terceiro ano, o Programa Brasil de Todas as Telas garante a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro. Para dar previsibilidade às suas ações de investimento, a ANCINE disponibilizou o Calendário de Financiamento para o biênio 2016/2017, que traz as datas previstas para a abertura e divulgação de resultados das chamadas públicas do Programa.

 

Formulário de busca

Plano de Metas e Diretrizes

Mapa de Mostras e Festivais

Mapa de Complexos Cinematográficos

Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual

Dados e análises técnicas sobre o mercado audiovisual brasileiro
 

Fundo Setorial do Audiovisual

Fundo destinado ao desenvolvimento da cadeia produtiva do audiovisual
 

Cinema Perto de Você

O programa que está levando mais cinemas para mais brasileiros
 

Carta de Serviços

Informa a sociedade sobre os serviços prestados pela Agência
 
 
OIA
CACI
Acesso à Informação
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cultura - Governo Federal